indicadores de desempenho na armazenagem

Toda empresa que se preze tem seus próprios indicadores para analisar o desempenho da armazenagem e da operação logística. 

 

Também chamados de KPIs (do inglês, Key Performance Indicator), esses indicativos são de extrema importância para tomadas de decisão, como por exemplo: a contratação de novos fornecedores e funcionários, preço cobrado e processos internos.

 

4 indicadores de desempenho na armazenagem

Quem nunca ouviu a frase ” o que não é medido não é gerenciado”? Pois é, ela só ajuda a reforçar a importância que os indicadores de desempenho na armazenagem têm dentro das organizações. 

 

Apenas com dados confiáveis é possível identificar pontos de atenção e oportunidades de melhorias. Gestores que se guiam pelo “achismo” ou não possuem um histórico detalhado das áreas estão mais propensos a cometer erros. 

 

E ninguém quer isso, não é mesmo?

 

Por isso, separamos os 4 principais indicadores de desempenho na armazenagem. Você aprenderá o que eles são e como usá-los a favor do seu negócio.

Lead time

Originalmente, o conceito de Lead Time era usado na Engenharia de Produção. Porém, hoje é um termo bastante difuso dentro das indústrias e já um dos indicadores de desempenho na armazenagem mais importantes que tem. 

 

Em linhas gerais, é o tempo entre a chegada de um pedido e a entrega do produto ao cliente. É um indicador bastante simples de entender, mas sua prática pode revelar como anda a organização da sua empresa. 

 

Isso porque, quanto menor for o Lead Time, melhor, pois reflete que o seu armazém é bem estruturado e todos sabem exercer seus respectivos papéis. Além disso, é um dos indicadores de desempenho na armazenagem que ajudam a medir a satisfação do cliente. 

 

Por isso, o Lead Time não pode ser mais alto do que o consumidor está disposto a aguardar. Se imprevistos acontecem com frequência e o seu cliente demora a receber o produto, é porque algo está errado. 

 

Avarias e extravios

Esse é um dos indicadores de desempenho na armazenagem que mais afetam a parte financeira de uma empresa. Afinal, itens quebrados ou perdidos acarretam em grande prejuízo, pois os donos precisam ressarcir o cliente ou fornecer outro produto. 

 

Infelizmente, essa é a realidade de muitos armazéns e centros de distribuições brasileiros. Vários fatores podem ser apontados como causas: má organização dos espaços, falta de cuidado dos colaboradores e a ausência de um sistema integrado que ajude a administração a ter uma visão geral do que está acontecendo. 

 

Seja qual for o motivo, é preciso pensar em melhorias para reverter essa situação.

 

Como um dos motivos mais comuns de prejuízo dentro dos armazéns é a falta de estruturas próprias, procure um fornecedor de confiança com sistemas de armazenagem inteligentes e movimentação de materiais. 

 

Dê preferência para os que são especializados na criação de soluções personalizadas para garantir que o seu armazém tenha a arrumação pensada nas necessidades do seu negócio. Assim, você verá que esse será um dos indicadores de desempenho na armazenagem que irão diminuir ao longo do tempo.

 

Produtividade

O quadro de funcionários é uma das principais forças da empresa. Também é lá que fica localizado um dos principais indicadores de desempenho na armazenagem: a produtividade.

 

Basicamente, é a avaliação e quantificação da relação entre esforços empregados versus produtos e serviços gerados. Ou seja: quanto foi gasto (em tempo e dinheiro) para entregar determinado produto ou serviço. 

 

Os colaboradores são essenciais para manter esse indicador alto. Eles estão na “linha de frente”, logo, são os responsáveis por garantir que todos os processos estejam de acordo com o padrão esperado. 

 

Além disso, é importante ressaltar que os funcionários devem ter autonomia para questionar e indicar pontos de melhorias. É preciso ter esse canal aberto para, juntos, construírem indicadores de desempenho na armazenagem que sejam bons para a empresa e também para aqueles que trabalham nela.

 

Acuracidade do inventário

Por fim, podemos citar a acuracidade do inventário como um dos indicadores de desempenho na armazenagem mais importantes da companhia. 

 

Quando a contagem do inventário é realizada, o valor obtido deve coincidir com o do registro da empresa. Se algo estiver diferente, é porque os fluxos de documentação não foram seguidos ou pode indicar situações bem complicadas, como furtos. 

 

Calcular a acuracidade de inventário é bem simples: divida o total obtido pelo número que consta no sistema de medição e, logo após, multiplique por 100. Se o resultado for abaixo de 100%, a quantidade registrada é inferior aos itens em estoque. Caso o número esteja acima dessa quantidade, ela será evidentemente superior.

 

Saber identificar e realizar a leitura correta dos indicadores de desempenho na armazenagem é apenas um dos desafios dos administradores. Essa não é uma tarefa fácil e, por isso, as empresas estão cada vez mais buscando novas alternativas para facilitar o gerenciamento das atividades. 

Clique aqui para ler um artigo completo sobre os desafios mais comuns na administração de um armazém e como contorná-los. Dessa forma, você garante uma cadeia de suprimento eficiente e confiável.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×