Inovar é preciso, ainda mais quando se fala em logística, um setor importante para toda a sociedade, responsável pelo abastecimento. É aí que entra o demand driven.

De fato, não é fácil se render às novidades tecnológicas, que chegam sem avisar e se tornam parte do cotidiano de organizações ao redor do planeta, principalmente se sua empresa estava acostumada a anos a atuar de uma determinada forma.

No entanto, é preciso se inovar e se abrir para os benefícios de um método comandado pela demanda, de forma a trazer diferenciais para a logística.

Inclusive, muitas empresas sumiram por não se inovarem o suficiente para atender às novas necessidades. É o que diz a pesquisa realizada pela Harvard Business Review, The Biology of Corporations, onde mais de 30 mil empresas foram estudadas.

Por isso, se você quer ter mais sucesso nas tarefas diárias, se manter competitivo e vivo no mercado, é preciso conhecer demand driven e seus diferenciais. Continue a leitura do post e entenda por que esse conceito está em alta.

O que é demand driven?

Regras, métodos e formas de trabalhar de mais de 50 anos atrás não irão atender às complexas cadeias de suprimentos atuais. Por isso, conhecer novas formas de trabalho e atuação na logística é necessário para qualquer setor.

Demand driven é uma metodologia de planejamento que, em vez de se basear em previsões do setor, leva em conta pedidos e demandas reais dos clientes. É uma tendência tão forte e estudada que possui um Instituto, que mantém dados sobre essa abordagem.

Essa forma de trabalho permite que o atendimento ao cliente seja altamente eficaz, os custos com operação diminuam e o controle de estoque e quantidades sejam mais precisos.

Além disso, ganha-se muito com agilidade e operação, que ocorre com alta eficiência mesmo em cenários de crise dentro da empresa.

No entanto, para haver essa mudança e as empresas começarem a atuar de acordo com a demanda, é necessário quebrar diversos paradigmas e se inovar em todos os sentidos.

Como o demand driven funciona?

Para que o demand driven apresente resultados na prática, é preciso utilizar tecnologia e dados para que decisões mais adequadas sejam tomadas e a logística 4.0 seja aplicada.

Os dados permitem que haja tradução das informações de demanda reais e que a organização possa apresentar uma oferta ágil, que diminui riscos e cria valor para o cliente.

Essa metodologia possibilita às empresas atuarem de acordo com as mudanças de procura, de modo que não fiquem com estoques lotados de produtos obsoletos e que não terão saída suficiente.

Por que essa abordagem é tão importante para o setor logístico?

Entenda a seguir por que essa metodologia é tão importante quando se fala em logística.

Padronização

Atualmente, as empresas que conseguem integrar seus setores perfeitamente, assim como alinhar a comunicação entre eles, são as que possuem mais sucesso tanto financeiramente, como na gestão interna.

Demand driven é uma abordagem que, além de permitir essa integração de maneira saudável e sem percalços, também padroniza muitas atividades, mantendo o trabalho linear, com menores riscos e falhas de comunicação.

Além de tornar tudo mais fácil, é possível notar maior eficiência e facilidade na resolução de qualquer tipo de problema.

Usabilidade

Apesar de ser considerado revolucionário pela mudança de abordagem, que, nesse caso, é a partir da procura, adotar o demand driven não é algo complexo e pode ser realizado por empresas de qualquer tamanho.

Inclusive, nas demandas de cadeia de suprimentos não há segredos e essa metodologia começa a apresentar resultados rapidamente.

Tomada de decisões

Os dados que o demand driven fornece são facilmente entendidos por conta de sua simplicidade, clareza e precisão.

Sendo assim, fazer a leitura deles e considerá-los como norte para a tomada de decisões é uma estratégia que traz benefícios para a organização em diferentes setores, pois eles evitam escolhas equivocadas, principalmente na compra de suprimentos.

Além disso, os dados obtidos nesse processo permitem a realização de relatórios de desempenho altamente eficazes, de modo a delimitar as próximas decisões de mercado, produtos e negociações da organização.

Qual é a relação entre demand driven e o efeito chicote?

É comum associar essa metodologia ao efeito chicote, um problema relativamente normal em cadeias de suprimento do mundo todo.

No entanto, o demand driven é, inclusive, uma forma de combater esse efeito, que traz problemas de estoque obsoleto, falta de produtos que as pessoas realmente compram e gestão ineficaz.

Essa abordagem combate o efeito chicote, pois, ao trabalhar de acordo com a demanda e não previsões, permite a compra correta de produtos e o entendimento do que vende e do que está com menor busca.

Outros benefícios que podem ser percebidos, além da quebra do efeito chicote, é o ganho de valor, troca de dados entre setores, crescimento lucrativo e satisfação do cliente, que terá os produtos que mais prefere sempre disponíveis.

Agora que você entende essa metodologia inovadora, aproveite para continuar em nosso blog e se informar sobre gestão de estoque e armazenagem.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×