Identificar a capacidade de estoque de fábrica, também chamada de “capacidade produtiva”, é crucial para manter o ritmo da empresa. Ter uma visão ampla e estratégica do quanto seu estoque é capaz de armazenar pode ser o grande diferencial entre corresponder à demanda ou não. 

Afinal, uma procura maior do que as capacidades de produção e estoque significa clientes não atendidos — ou entregas com atrasos tão grandes que vão prejudicar a experiência do consumidor. Por outro lado, ter mais itens do que o necessário gera estoque parado e trabalhadores ociosos. Nenhum dos dois cenários é positivo, certo? 

Por isso é tão importante identificar a capacidade de estoque de fábrica. A seguir, você encontra algumas dicas de como fazer isso e as vantagens de ter esse controle.

Por que identificar a capacidade de estoque de fábrica?

Dentro das indústrias, a mercadoria é bem mais do que um item. Ela representa um rendimento financeiro e capital, uma possibilidade da empresa expandir seus negócios. Por isso é tão importante identificar a capacidade de estoque de fábrica.

Essa prática ajuda o gestor em diversos momentos. O primeiro é saber se a produção está ocorrendo em excesso ou falta, para evitar desperdícios ou escassez de produtos. Também melhora a tomada de certas decisões ao facilitar a visão do estoque e permitir a rápida adaptação às novas demandas do mercado.

E não é só isso. Identificar a capacidade de estoque de fábrica melhora a rotina e produtividade dos colaboradores, permite que a empresa utilize os melhores materiais na produção e ajuda na definição de metas assertivas para os setores de venda e produção. 

Como identificar a capacidade de estoque de fábrica?

Deu para entender que ficar de olho na capacidade do estoque impacta diretamente na produtividade e lucro da indústria, correto? Não à toa, existem diversas formas para determinar a eficiência do estoque:

Estimativa de demanda e de vendas

O primeiro passo para identificar a capacidade de estoque de fábrica é ter uma noção geral das previsões de venda e demandas. O conceito primordial é uma projeção feita pela empresa sobre as receitas que ela espera receber em um futuro próximo. 

Já a previsão de demanda está atrelada às condições econômicas e de consumo do mercado. Ou seja, ela tenta antecipar o interesse do consumidor por um produto em todo o mercado.

Assim, para identificar a capacidade de estoque de fábrica, é preciso definir a demanda do produto. Se o estoque não consegue armazenar itens suficientes para atender a procura, serão necessários novos investimentos. 

Tempo de reposição

Esse indicador mede o tempo necessário para que determinada mercadoria chegue ao estoque e esteja realmente pronta para ser comercializada. 

O cálculo considera o tempo de aquisição do item, de deslocamento do fornecedor até a empresa ou até mesmo de produção. Também leva em conta o tempo necessário para que o produto seja devidamente cadastrado no sistema. 

Na hora de identificar a capacidade de estoque de fábrica, não se esqueça do tempo de reposição. Ele serve, entre outras coisas, para que o comprador saiba quanta mercadoria vai precisar para atender a demanda durante um certo período.

Ponto de pedido

Além disso, existe o ponto de pedido. Ele serve para orientar a gestão de estoque e impedir o desabastecimento da empresa. Ou seja: indica o melhor momento para fazer um novo pedido ao fornecedor antes que os produtos acabem.

O cálculo costuma ser feito da seguinte maneira: consumo médio x tempo de reposição x estoque de segurança. 

Por exemplo, se o tempo de reposição é de 45 dias, o consumo médio é de 30 itens por dia e o fator de segurança é de 1,2 (20%), então a conta fica 30 x 45 x 1,2 = 1.620. Dessa forma, quando atingir 1.620 produtos, é preciso começar o processo de compras. 

Métodos de gestão de estoque

Identificar a capacidade de estoque de fábrica fica mais fácil quando o gestor conhece métodos de gestão. Saiba que essa é a base para manter a ordem financeira das empresas, uma vez que o estoque influencia todos os outros setores. 

No entanto, não há uma resposta ou metodologia certa. Tudo vai depender das necessidades da empresa e da organização interna. Seja como for, a gestão de estoque deve proporcionar os seguintes benefícios:
Redução de custos;

  • Redução do excesso ou falta de itens;
  • Tomada de decisões mais assertivas;
  • Implementação de ações de melhoria.

Com essas dicas, você será capaz de identificar a capacidade de estoque de fábrica. Assim, a empresa consegue dar continuidade às operações e tem fácil acesso aos dados de produtividade e lucro.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×