Entenda a importância dos métodos de gestão de estoque

A gestão de estoque é a base para manter a ordem financeira das empresas. O estoque é um setor de extrema importância para os resultados empresariais, influenciando todos os outrossetores.

Por isso é fundamental que a empresa adote um sistema que permita analisar com critério o custo dos produtos e a lucratividade do empreendimento.

Através do controle do estoque é que se torna possível ao administrador:

  • implantar ações de melhoria;
  • tomar decisões mais assertivas;
  • evitar excesso ou falta de itens;
  • reduzir os custos.

A gestão de estoque pode ser feita através de diferentes métodos conhecidos e utilizados pela maior parte das empresas.

Vai depender de suas necessidades e da forma que melhor se adapta a elas para controlar tudo o que entra e sai da empresa.

Conheça os métodos de gestão e sua importância para a sua empresa:

Método PEPS – Primeiro que entra, primeiro que sai


O método PEPS de gestão de estoque é aplicado de acordo com a entrada de itens na empresa, colocando as mercadorias que chegam com data mais antiga em primeiro lugar para serem comercializadas.

O sistema é utilizado principalmente quando as mercadorias apresentam prazo de validade, ajudando a controlar e evitar possíveis perdas.

Permite também, manter o controle sobre os custos já que esses são alterados dos mais antigos para os mais recentes.

Método UEPS – Último que entra, primeiro que sai


O método de gestão de estoque UEPS parte do pressuposto de que o custo do estoque é baseado nos preços das últimas compras lançadas no controle, sendo o oposto do método PEPS.

Nesse caso, são utilizados os preços mais recentes, uma vez que se referem às últimas compras de reposição.

O sistema, no entanto, não deve ser aplicado por empresas que trabalham com produtos perecíveis, já que não existe um controle absoluto sobre a validade.

Método PVPS – Primeiro que vence, primeiro que sai


O método de gestão de estoque PVPS é semelhante ao PEPS, considerando a data de validade dos produtos, sem se importar com a data de seu recebimento.

Sua maior vantagem é que ajuda a reduzir o índice de perdas por obsolescência ou validade.

Método MPM – Média ponderada móvel


A gestão de estoque pelo método a média ponderada móvel, também conhecido como custo médio, recalcula os valores sempre que chegam novos produtos, considerando a média dos valores de compra.

Trata-se de um dos sistemas mais aceitos pelas empresas que trabalham com maior quantidade de itens, muito embora o mais correto ainda seja o método PEPS.

Método da curva ABC


A curva ABC é mais um método de análise do que de gestão de estoque, possibilitando identificar os produtos que apresentam maior movimentação, ou seja, os que oferecem maior lucratividade, melhor margem de lucro e maior giro no estoque.

Com a aplicação da curva ABC, o administrador pode dividir os produtos em categorias, considerando desde os que oferecem melhor retorno até aqueles que, embora necessários, servem para oferecer opções diferentes aos seus clientes, ou seja, dividindo os itens da seguinte forma:

  • Categoria A, produtos que são considerados mais importantes, oferecendo um giro razoável, embora representando a maior parte do faturamento e da lucratividade em razão dos preços de venda;
  • Categoria B, reunindo os produtos que são a maior parte do estoque, com itens que possuem giro mais alto e que, em consequência do seu volume, contribuem para o aumento do faturamento e da lucratividade;
  • Categoria C, com os produtos que apresentam o menor percentual de venda, não sendo tão expressivos para o faturamento, mas que é formada por itens que complementam as vendas e que servem para atender os clientes.

A curva ABC é um sistema de gestão de estoque que ajuda nas decisões de compra, permitindo saber onde é preciso investir a parte do capital de giro disponibilizada para o estoque.

Através desse sistema, a empresa sabe o que deve ser comprado com maior frequência e o que deve ser mantido como estoque de segurança.

Método Just in time


Just in time pode ser traduzido como “no tempo certo”, sendo um sistema de gestão de estoque aplicado para a redução de custos, ou seja, permite um estoque mínimo necessário para garantir o atendimento as vendas. Os produtos, assim, são comprados para suprir a demanda de curto prazo.

O método Just in time deve ter um controle mais rigoroso, uma vez que existe a possibilidade de haver aumento na demanda e os produtos somente chegarem depois do planejado.

Para que esse método possa funcionar existe a necessidade de contar com fornecedores confiáveis, que possam fornecer o que a empresa precisa dentro do tempo certo e com a frequência exigida.

De maneira prática, o sistema Just in time exige um ponto mínimo de ressuprimento, impedindo que o estoque chegue a um nível de segurança crítico, devendo haver o tempo necessário para que a compra e a entrega possam atender a demanda.

Utilizando a tecnologia na gestão de estoque


Atualmente, a maior parte das empresas se utiliza de algum software de gestão de estoque, uma vez que, dessa forma, é possível manter maior controle sobre todas as operações de entrada e saída de itens, eliminando o controle manual e aumentando sua assertividade.

Através de um software de gestão de estoque é possível automatizar todos os processos, inclusive o de compras, aumentando a produtividade e reduzindo o índice de erros.

Assim, é possível oferecer mais agilidade para todas as tarefas, ao mesmo tempo em que os administradores possuem acesso mais rápido ao controle de todos os itens.

A tecnologia aplicada ao gerenciamento do estoque existe, no entanto, que a empresa tenha um cadastro padronizado de todos os itens, evitando falta de informações ou duplicidade de cadastro, podendo utilizar, por exemplo, um sistema de código de barras para garantir maior efetividade ao controle dos itens.

Os sistemas de gestão de estoque podem ser os mais variados e cada empresa deve escolher aquele que mais atende suas necessidades.

O mais importante no gerenciamento do estoque é a aplicação do volume adequado de aporte financeiro para que a empresa possa dar continuidade às suas operações, conseguindo obter informações rápidas sobre a lucratividade.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×