logística 4.0

O conceito de Indústria 4.0, ou 4ª Revolução Industrial, se tornou bastante popular nos últimos anos, pois se refere às principais inovações tecnológicas.

Elas englobam campos de automação, controle e tecnologia da informação aplicadas aos processos de manufatura. 

Com esse conhecimento em mente, é fácil deduzir o que é Logística 4.0. O termo se refere ao uso de tecnologia e recursos para aumentar a eficiência e reduzir os custos.

Essa é uma realidade cada vez mais presente nos armazéns do Brasil e do mundo. Por isso, é muito importante que você entenda suas implicações e como preparar a sua empresa. 

Confira mais neste artigo exclusivo da Fabrimetal!

O que é a Logística 4.0?

Antes de nos aprofundarmos no conceito de Logística 4.0, é importante entender as circunstâncias que tornaram possível o seu surgimento, ou seja, a 4ª Revolução Industrial.

Essa nova onda surgiu na Alemanha e é uma evolução da 3ª revolução, caracterizada pelo início da transformação digital. 

Agora, a grande tendência é a automatização completa do setor fabril e a busca constante pelo aumento da eficiência.

Dessa forma, podemos entender que as forças motrizes por trás da Indústria 4.0 são o conhecimento e a comunicação, através do uso da Internet das Coisas (do inglês, Internet of Things), que se refere à conexão de objetos cotidianos com o digital, e do cloud computing, que funcionam como “centros de dados” disponíveis pelos sistemas de armazenamento dos computadores.

Por consequência, surge também o conceito de Logística 4.0, com grandes apostas na chamada “fábrica inteligente”.

Ela representa a produção auto-otimizada e auto-organizada, possibilitando novas práticas dentro das empresas. É também uma nova aposta em gestão, com produção avançada e novas práticas no ambiente fabril. 

Ou seja, se antes o segredo para o sucesso consistia em grandes armazéns para estar sempre à disposição (e assim sofrer perdas decorrentes dos prazos de validade e fatores externos), hoje o jogo mudou.

Com o propósito de criar um ambiente fabril mais eficiente, usam-se dados para fazer análises e assim montar equipes e processos altamente eficazes.

Como se preparar para a Logística 4.0?

Não tem mais jeito: se você não preparar a sua empresa para os desafios e oportunidades da Logística 4.0, seu negócio ficará para trás.

Para evitar isso, é necessário promover mudanças fundamentais como: 

Investir na comunicação

Como vimos neste artigo, um dos princípios básicos da Indústria 4.0 é a comunicação.

Isso significa que não há mais espaço para troca de informações de pedidos nem erros de entrega.

Então, a dica é investir em tecnologias que estimulem e facilitem a comunicação entre as partes do processo.

Dessa forma, se houver alguma modificação do pedido, todos os envolvidos terão acesso à informação. Isso evita retrabalho, reduz custos e acelera o fluxo.

Revise os processos já implantados

É impossível se adequar a uma nova realidade sem realizar mudanças corporativas.

Por isso, os armazéns precisam mapear quais são os processos já implementados e fazer uma análise crítica para avaliar se eles ainda fazem sentido. 

Aquelas que possuem muitos fluxos obsoletos ou que insistem em modelos analógicos e manuais de gestão, encontrarão dificuldades para se adequar à realidade da Logística 4.0.

Por isso, recomendamos um estudo aprofundado sobre os processos e estimulamos que eles sejam revisados para maior automatização possível.

Crie uma cultura de dados

Outro ponto crucial da Logística 4.0 é o uso de tecnologias para potencializar os resultados.

Afinal, os gestores têm à sua disposição um grande volume de dados – e é muito normal não saber o que fazer diante de tanta informação. 

Por isso, a recomendação é, após revisar os processos da empresa, estimular uma cultura de dados.

Ou seja, todos os colaboradores devem entender a importância de documentar informações importantes para o andamento da empresa.

Tais dados podem ser, por exemplo, número de peças em estoque, acidentes, danos ao material e a relação entre prazos estabelecidos e os cumpridos.

Dessa forma, o armazém terá as informações necessárias organizadas em um só lugar para basear suas decisões.

Como consequência de boa gestão, registra-se a redução dos custos e aumenta-se o nível do atendimento e dos prazos de entrega.

Repense a organização do seu armazém  

Como vimos anteriormente, é preciso repensar processos dentro do ambiente fabril.

No entanto, esse aspecto não é o único que precisa ser revisto: a organização espacial do seu armazém também deve passar por transformações. 

Afinal, o seu espaço tem que contribuir para o andamento fluído dos processos.

Por isso, é essencial usar sistemas de armazenagem inteligentes e para movimentação de materiais, evitando assim o desperdício de espaço e de outros recursos.

Procure fabricantes especializados em criar soluções personalizadas e que elaborem projetos alinhados com a sua necessidade.

Benefícios da Logística 4.0 para a sua empresa

Como é de se esperar, a Logística 4.0 traz diversos benefícios para o ambiente fabril. Os principais são: 

  • redução do estoque;
  • aumento da satisfação dos clientes;
  • melhoria dos prazos de entrega;
  • redução de erros e perdas; 
  • maior produtividade.

Além de se aprofundar na Logística 4.0, bons gestores precisam saber como avaliar o desempenho da operação logística.

Esses indicativos ajudam no recolhimento de dados, o que faz com que as tomadas de decisões sejam feitas de maneira confiável. Clique aqui e leia mais sobre esse assunto! 

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×