Logística industrial: como lidar com os principais gargalos

Cada vez mais o mercado torna-se exigente e a logística industrial precisa responder à altura, cumprindo prazos e possibilitando que os processos que envolvem a área atendam com qualidade a demanda gerada.

Todos os processos, desde a recepção da matéria-prima e insumos até os estoques dos produtos finais, precisam funcionar de maneira a atender os compromissos que a indústria assume com seus clientes.

No entanto, existem alguns gargalos que se não trabalhados adequadamente, ou se não possuírem estrutura e instrumentos de apoio, acabam comprometendo os resultados.

A indústria vive um momento de recuperação, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), alcançando o mesmo patamar de fevereiro de 2020, período anterior à pandemia do Coronavírus.

Por isso, precisam estar preparadas para esse novo tempo que se aproxima, onde as vendas tendem a aumentar. No entanto, as exigências com a qualidade e bons serviços serão ainda maiores.

Neste post, apresentaremos a importância da logística industrial e o que fazer para lidar com os principais gargalos dessa área. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

O que é logística industrial?

Logística industrial compreende a gestão de suprimentos de um empreendimento, ou seja, é a área responsável pelas seguintes tarefas:

  • recebimento de materiais,
  • armazenagem,
  • movimentação,
  • separação de mercadorias,
  • transporte e entrega dos produtos.

Todos esses processos necessitam de controles e ações que possibilitem que a produção industrial não pare, as mercadorias sejam entregues nos prazos determinados e os estoques sejam otimizados, para que não faltem produtos ou sejam desperdiçados.

No entanto, existem gargalos que podem comprometer os resultados se não forem adequadamente verificados e resolvidos.

Quais são os principais gargalos da logística industrial?

Os processos logísticos exigem precisão, agilidade e qualidade em suas ações.

Essa área trabalha para atender a demanda gerada pelos clientes, necessitando alimentar o chão de fábrica com matéria-prima e insumos, além de dar o tratamento adequado a todos os itens armazenados nos depósitos.

Diante de tamanha responsabilidade a logística industrial sofre com alguns gargalos que precisam ser bem trabalhados para não impactar nos processos diários. São eles:

Transporte de cargas

O transporte de cargas é um desafio para a logística industrial, pois na maioria das empresas é um serviço terceirizado, que envolve valores altos e pode comprometer os resultados, caso não seja estrategicamente trabalhado.

Para garantir sucesso nessa operação, precisam contar com transportadoras de alta qualidade que apresentem bons preços nos fretes e comprometam-se a trazer materiais dos fornecedores, além de entregar produtos aos clientes com precisão.

Existem ainda alguns aspectos externos que acabam colocando em risco a operação de movimentação, como, por exemplo:

  • concentração de transporte no modal rodoviário,
  • grandes distâncias,
  • rodovias precárias em determinadas regiões,
  • risco no roubo de cargas.

Outros problemas dizem respeito às legislações em algumas cidades, onde as entregas só podem acontecer em determinados horários, encarecendo fretes e comprometendo a operação.

A dinâmica das indústrias exige que esse assunto seja trabalhado ininterruptamente e alternativas estejam sempre a disposição no caso de problemas e falhas operacionais.

Movimentação de materiais

A movimentação de materiais envolve as tarefas internas que tem por objetivo:

  • receber mercadorias,
  • alimentar a área produtiva com matéria-prima e insumos,
  • separar os pedidos,
  • despachar os pedidos para os clientes.

Para o sucesso das movimentações é indispensável a utilização de veículos que apoiem os processos de separação e transporte interno, bem como estruturas de armazenagem adequadas às realidades dos produtos estocados.

A falta de boas estruturas de armazenagem pode comprometer a qualidade dos materiais e criar situações que prejudiquem a agilidade e qualidade da operação.

Além disso, é preciso contar com profissionais capacitados e tecnologia de apoio, como leitores digitais, evitando que mercadorias sejam trocadas e pedidos devolvidos pelos clientes.

Armazenagem e gestão de estoques

Por último, e que pode ser um sério problema nos processos da logística industrial, está a armazenagem e gestão de estoques.

Isso envolve os controles que precisam corresponder ao que realmente está disponível nas prateleiras.

Não há como desenvolver uma boa gestão sem a implantação de um sistema logístico que apoie a operação, portanto, um Enterprise Resource Planning (ERP), ou seja, Planejamento de Recursos Empresariais, precisa fazer parte da solução tecnológica da empresa.

O ERP possibilita a integração da logística industrial com as outras áreas, facilitando a operação e melhorando a qualidade dos controles.

No entanto, de nada adianta boas soluções tecnológicas se o gargalo estiver localizado nas dificuldades existentes no armazenamento das mercadorias.

A estrutura do depósito precisa estar compatível com o seu layout, onde adequações possam ser realizadas nas prateleiras e porta paletes, possibilitando mudanças de forma rápida e com qualidade.

Estruturas como racks metálicos devem estar disponíveis para facilitar e agilizar as operações de armazenamento e transporte, além de estruturas cantilever disponíveis para a estocagem de produtos longos (barras, perfis, tubos) ou estocagem de fardos de grandes dimensões.

A falta dessas estruturas compromete as tarefas e dificulta uma operação ágil e de qualidade.

Como se observa, os principais gargalos da logística, se bem trabalhados, trazem redução de custos e melhora nos processos e satisfação dos clientes, mas, para isso, é importante um estudo aprimorado sobre esses três assuntos.

Se sua indústria busca por soluções na área de movimentação de materiais e armazenagem de produtos, contate a Fabrimetal e conte com especialistas no assunto, que poderão apresentar soluções sob medida para a realidade da sua empresa!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×