Com o mundo se encaminhando para o segundo ano da pandemia da Covid-19, fica bem óbvio como a logística interferiu nos negócios. O setor de e-commerce, por exemplo, cresceu como nunca na história — e só foi possível atender a demanda graças ao investimento que as empresas fizeram durante a logística na pandemia.

Neste artigo, separamos alguns dos impactos que o setor sofreu nos últimos meses. Além disso, você confere quatro tendências que vão pautar a indústria nos próximos anos. 

Mudanças da logística na pandemia

O alto número de infectados pela Covid-19 impactou diversos setores. Alguns foram mais afetados pelas regras de distanciamento social, como turismo, bares e shoppings. Outros, considerados serviços essenciais, conseguiram mostrar mais resiliência.

É o caso da Logística, que mais uma vez se provou fundamental para manter os demais ramos da economia abastecidos. No entanto, isso não significa que não houve queda. Dados da Confederação Nacional de Transporte (CNT), pesquisa de maio de 2020, mostraram que cerca de 80% das transportadoras entrevistadas apresentaram queda de demanda. Desses, dois terços (pouco mais de 60%) indicaram que a redução foi significativa.

O principal obstáculo da logística na pandemia foi garantir a segurança para todos os envolvidos na cadeia de produção e distribuição. Não à toa, a automatização de processos e descentralização das operações ganharam força no último ano.

Tendências da logística na pandemia

Uma das principais tendências da logística na pandemia é o uso de tecnologia nos processos. Esse já era um comportamento visto, mas foi acelerado para minimizar o contato entre profissionais. 

Confira abaixo outros pontos que tendem a marcar a logística dos próximos anos:

Diversificação das cadeias

Ainda que a globalização veio para ficar, nem sempre é possível contar com fornecedores que estão muito longe. Por isso, o mercado pode ver uma desaceleração das cadeias globais de suprimento. Ou seja: uma priorização de locais mais próximos de produção de onde o produto será consumido.

Consequentemente, essas grandes cadeias devem dar lugar a cadeias menores e mais espalhadas.

Logística 4.0

O conceito de Logística 4.0 não é de hoje, mas sua importância se intensificou com a pandemia. É a chamada “Fábrica Inteligente”, que se traduz em produção auto-otimizada e auto-organizada. 

A logística na pandemia é caracterizada pela conexão de objetos cotidianos com o digital, possibilitando novas práticas dentro das empresas. Da mesma forma, é uma aposta em gestão, produção avançada e novas práticas dentro do ambiente fabril.

No entanto, nem todos os processos são tecnológicos. Para preparar sua empresa para essa nova realidade, é preciso repensar a organização espacial do armazém. O local deve contribuir para o andamento fluido da operação. 

Dentro deste cenário, é essencial usar sistemas de armazenagem inteligentes para a movimentação de materiais. O objetivo deve ser reduzir ao máximo o desperdício de espaço e de outros recursos. Muitas vezes, é recomendado procurar fabricantes especializados em criar soluções personalizadas. Eles vão elaborar projetos alinhados com a sua necessidade.

Investimento digital

Engana-se quem pensa que investir em tecnologia envolve só a operação. A logística na pandemia foi muito influenciada pelo aumento de compras online. Então, se o seu negócio não tem presença online, significa que está perdendo vendas.

É importante encontrar plataformas de e-commerce que melhor se encaixam na realidade da sua empresa. Ao mesmo tempo, outros investimentos digitais são necessários. O próprio home office, que virou a alternativa de trabalho durante o isolamento social, pode ser revisto. Faça uma reunião com os gestores para ver se os colaboradores estão com as ferramentas necessárias para trabalharem de casa de modo produtivo, com equipamentos e conexão satisfatórios.

Flexibilidade

Por fim, a logística na pandemia precisa ser flexível. Empresas com apenas um fornecedor podem sofrer com falta de insumo se não tiverem um plano B. 

Esse é o momento ideal para avaliar a dependência da sua empresa de clientes, fornecedores e insumos. Se um deles não entregar o combinado ou não fizer a compra esperada, seu negócio quebra? Se a resposta for “sim”, você tem um problema. 

Busque margem para trocar de parceiros ou de mercados. Em crises severas, como a provocada pela Covid-19, todos sofrem o impacto em sua logística. Contar com mais opções pode ser a salvação do seu negócio.

Os impactos da logística na pandemia vão causar diversas consequências ao longo dos anos. O setor precisa se adequar para lidar com os próximos desafios e oportunidades. Clique aqui para conferir quais são as novas necessidades da logística no Brasil e comece a se preparar desde já!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×