Manuseio de materiais na indústria: como fazer!

Em todo o mundo, o manuseio de materiais na indústria é uma prioridade, pois se a matéria-prima e os insumos não chegarem ao chão de fábrica, não existe produção e, consequentemente, os produtos finais não estarão disponíveis para serem comercializados no mercado.

Independente da forma como é realizado esse processo, o fato é que uma má movimentação de materiais pode causar sérios prejuízos para a operação.

Com a pandemia do Coronavírus, as empresas estão tendo dificuldades em conseguir matéria-prima, onde, segundo a Confederação Nacional das Indústrias (CNI), a escassez desses materiais atingiu 73% delas.

A pesquisa mostrou ainda que, segundo a opinião de 14% dos empresários, a normalização das cadeias produtivas nacionais só acontecerá no ano de 2022.

Esse índice demonstra que esses empreendimentos aguardam a regularização dessa situação ainda no ano de 2021, o que contribuiria para a recuperação econômica do país.

O fato a ser avaliado é que o manuseio de materiais na indústria é um assunto que precisa ser tratado com prioridade pelos empresários. 

Neste post, apresentaremos detalhes e dicas para facilitar esse processo. Continue lendo e confira!

A importância do manuseio de materiais na indústria

O dinamismo da área de logística é constante, onde todos os processos precisam funcionar, assegurando a boa operação do empreendimento.

A movimentação interna e externa dos materiais precisa receber prioridade, para evitar erros, enganos e sérios prejuízos à operação.

O manuseio de materiais na indústria envolve diversos momentos da operação fabril, tais como:

Recebimento de materiais

A área de recebimento de materiais é a responsável por uma série de atividades referentes a entrada de produtos na indústria, como, por exemplo:

  • conferência dos pedidos de compra com as informações da nota fiscal,
  • conferência das mercadorias entregues,
  • separação e organização dos materiais para estocagem,
  • armazenamento dos materiais.

Esse setor precisa estar atento às não conformidades entre pedido solicitado e material entregue, comunicando a área responsável os possíveis problemas e providenciando a devolução de mercadorias, quando for o caso.

Estocagem

Após a conferência dos materiais, e a aprovação da sua entrada na empresa, é necessário estabelecer os melhores locais para que a estocagem seja realizada da forma ideal, onde:

  • consideram-se as necessidades dos materiais com relação às condições climáticas,
  • observam-se as datas de vencimento (quando for o caso),
  • estabelecem-se locais que facilitem a movimentação dos produtos mais utilizados,
  • dispõem-se os itens nos estoques para poderem ser inventariados facilmente.

Movimentação para a área produtiva

Os controles de movimentação para a área produtiva precisam ser exatos e devem ser atualizados em tempo real nos sistemas de gestão.

Muitas vezes os processos envolvem mais de uma linha de produção, insumos e matérias-primas diversas, portanto, um controle de alta qualidade precisa fazer parte do manuseio de materiais na indústria.

O modelo ideal para essa movimentação está em projetar um layout que facilite a operação, onde os itens mais utilizados estejam próximos às áreas que sofrerão o processo de transformação.

Além disso, uma integração de dados com a área de suprimentos é indispensável para que não faltem produtos nos estoques.

Controle de qualidade

O controle de qualidade dos produtos é normalmente feito através de amostragem, então alguns itens produzidos são separados e sofrem um processo de avaliação.

Após isso, um lote pode ser rejeitado para comercialização, muitas vezes retornando para correções ou sendo comercializado como um produto de segunda linha, dependendo da política de qualidade de cada empresa.

Isso significa uma separação dos estoques, onde esse material possa ser reconhecido com facilidade e seja destinado de maneira adequada ao seu uso.

Armazenamento dos produtos finais

Os produtos finais aprovados pelo controle de qualidade precisam ser armazenados, o que também exige um estudo a respeito, organizando locais estrategicamente posicionados para facilitar a remessa para o seu destino.

Os cuidados precisam ser tomados para que os produtos não se deteriorem ou sofram deformações, portanto, estruturas de qualidade para o armazenamento precisam estar à disposição para isso.

Separação de pedidos

A separação de pedidos é um dos grandes problemas logísticos, caso não seja realizada com todos os cuidados e atenção.

Um dos motivos que mais frustram os consumidores é receber aquilo que não pediram, causando grandes transtornos e prejuízos aos envolvidos.

Isso acontece em função da falta de cuidado e dos recursos necessários para que o manuseio de materiais na indústria seja realizado com qualidade.

Remessa para clientes

Por fim, após a separação dos pedidos, é necessário o embarque e o transporte para o seu destino.

Esse processo exige muita organização e conferência, tanto na hora de carregar as mercadorias quanto na hora da entrega, evitando erros e enganos.

O que fazer para assegurar qualidade nessas tarefas?

Para assegurar qualidade no manuseio de materiais na indústria são necessárias algumas ações, tais como:

  • capacitação da equipe logística,
  • utilização de ferramentas tecnológicas,
  • estruturas de armazenagem de qualidade,
  • possibilidade de mudanças e ajustes nas estruturas de acordo com as necessidades,
  • ferramentas de apoio, separação e movimentação de materiais,
  • soluções de armazenagem, que se adaptem a realidade da indústria.

Parte dessas questões encontram-se na escolha das estruturas a serem implantadas na área de logística.

Contar com um fornecedor experiente e que ofereça soluções, que possam ser desenhadas e ajustadas de acordo com as mudanças nos processos logísticos, é a melhor escolha para definir as estruturas de armazenagem.Para conhecer mais a esse respeito, acesse o site da Fabrimetal e saiba como contar com uma empresa que considera a realidade e a necessidade de cada cliente!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

×